Catedral Presbiteriana do Rio de Janeiro

Rua Silva Jardim, 23 (Praça Tiradentes) – Centro; Rio de Janeiro; RJ
 

Em 22 de agosto de 1926 é instalado no Pastorado Efetivo da Igreja Presbiteriana do Rio de Janeiro, o Rev. Mattathias Gomes dos Santos. 

Verificando o estado do Templo, ele refaz o projeto de construção de um novo edifício; para isso convidou o Arquiteto Ascânio Viana, que projetou o novo local de culto. Assim, selecionando fotografias de templos e catedrais da Europa e da América, escolheu-se construir um templo em estilo neogótico. 

Iniciada a construção não se poupou material, as bases eram tão firmes e sólidas que “poderiam suportar a passagem de uma locomotiva por cima do templo e não abalaria as suas estruturas”– dizia o Rev. Mattathias. Uma grande campanha financeira sustentou essa obra que durou aproximadamente 14 anos.

Assim, em 15 de maio de 1934, em culto solene, foi proclamado pelo Rev. Mattathias Gomes dos Santos: “Para honra e glória do Trino Deus, para testemunho do Evangelho Eterno, para o bem e Glória do Brasil, declaro inaugurado este Templo.” 

O templo foi inaugurado para honra e glória do nome do Senhor, faltando apenas alguns complementos, como as torres, piso, vitrais e decoração interna. Coube aos sucessores do Rev. Mattathias este feito.